27 de agosto de 2017

Sem objetivo

Vida não é mesmo, isso que parece.
Cada instante, a ansiedade, só cresce
Pensamento coletivo envolve e adoece
E um padrão repetitivo, se estabelece
Espiral abstrata que nos entorpece
Isso é tudo o que a superfície oferece
Consciência pede então pra que recomece
Coração gelado como mineral enderece
Mente sem vigia com a outra enfurece
A Essência como a fumaça desaparece
Ninguem percebe influencia que ela exerce
Mas no eletron a incerteza permanece
Dualidade distrai e ninguem percebe
Eternidade impossível de conceber
E você acha que um dia você vai morrer
Só que quem foi não voltou pra dizer
Essa questãofica livre pra mente escolher
Você prefere então se entristecer
O lado mais pesado que tende a descer
O que você espera é o que vai acontecer
Se não espera nada, é isso que vai merecer




Nenhum comentário:

Postar um comentário